Cientistas Criam Células Tronco do Câncer de Mama

A descoberta vai acelerar o desenvolvimento de drogas ainda mais eficientes

O cientista de Harvard Tan Ince desenvolveu uma forma de transformar células comuns em células tronco de câncer de mama. Esse tipo de célula é a que pode iniciar e espalhar tumores.

Células tronco de câncer são difíceis de serem isoladas de tecidos retirados em biópsias por serem extremamente raras de serem encontradas (cerca de uma em um milhão), segundo informou Ince ao HealthDay News. Essas células são as principais responsáveis pelo câncer se espalhar pelo corpo ocasionando a maioria das mortes. A metástase acontece quando uma célula tronco do câncer se despreende do tumor e viaja através do corpo para outro local.

Há uma forte carência de células tronco de câncer na indústria farmacêutica onde são usadas para testar novas drogas contra a doença.

Até então, os testes com as drogas em desenvolvimento usavam amostras de tecidos contendo poucos exemplares de células tronco de câncer. Então, mesmo se uma droga matasse 99% de células de um tumor em laboratório, não haveria garantia de que mataria qualquer célula tronco do tumor. Ou seja, a descoberta de Ince permitirá às companhias farmacêuticas desenvolverem mais rapidamente drogas que matem as células tronco do câncer aumentando bastante a expectativa de cura.

Racismo num vôo da British AirWays, um exemplo de conduta

Isso aconteceu num vôo da British Airways entre Johannesburgo e Londres

Uma senhora branca, de uns cinqüenta anos, senta-se ao lado de um negro.
Visivelmente perturbada, ela chama a aeromoça:
Qual é o problema senhora? Pergunta a aeromoça:
– Mas você não esta vendo? Responde a senhora:
– Você me colocou do lado de um negro: Eu não consigo ficar do lado
destes nojentos. Me dê outro assento.
– Por favor, acalme-se. Diz a aeromoça.
– Quase todos os lugares deste vôo estão tomados. Vou ver se há algum
lugar disponível.

A aeromoça se afasta e volta alguns minutos depois.
– Minha senhora, como eu suspeitava, não há nenhum lugar vago na classe
econômica. Eu conversei com o comandante e ele me confirmou que não há
mais lugar na executiva. Entretanto ainda temos um assento na primeira classe.
Antes que a senhora pudesse fazer qualquer comentário, a aeromoça continuou:
– É totalmente inusitado a companhia conceder um assento de primeira
classe a alguém de classe econômica, mas, dadas as circunstâncias, o comandante
considerou que seria escandaloso alguém ser obrigado a sentar-se ao lado de
pessoa tão execrável.
E dirigindo-se ao negro, a aeromoça completa:

– Portanto, senhor, se for de sua vontade, pegue seus pertences que o assento da primeira classe esta a sua espera. E todos os passageiros ao redor que, chocados, acompanhavam a cena, levantaram-se e bateram palmas.